Como estimular seu filho

 

Interagir e brincar e só começar !

Conheça as etapas do crescimento do seu filho até os 3 anos de vida e algumas dicas de como estimular cognição, socialização, coordenação motora e linguagem.

PRIMEIRO MÊS
ATIVIDADES

Acaricie e conforte o bebê
suavemente. O contato é sempre
bom.

Converse com o bebê e olhe nos
olhos (a amamentação é um ótimo
momento). Fale de forma pausada
e com tom de voz suave.

Mostre de pertinho objetos
coloridos ou que façam barulho.
Deixe o bebê tentar pegá-los.

 

DOS 2 AOS 3 MESES
ATIVIDADES

Braços e pernas são pouco
controlados nessa fase, mas
a criança consegue mexer os olhos,
a cabeça (quando está deitada)
e fazer sucção.

Veja se ela fixa o olhar por alguns
momentos e é capaz de seguir
virando a cabeça.

Perceba se, quando escuta algum
barulho, ela vira a cabeça para
procurar de onde vem o som.
Coloque algum objeto em sua mão
e veja se ela consegue segurar.

 

DOS 3 AOS 6 MESES
ATIVIDADES FIQUE ATENTO

Brinque de se esconder atrás de
uma fralda ou pano. A criança vai
procurar você.

Nessa fase, o bebê já reconhece
as pessoas e sorri para as mais
íntimas.

A brincadeira pode ser também
com objetos. Deixe-a retirar
o objeto.

Agarra objetos que estão ao seu
alcance.

Mova um chocalho e depois deixe
o bebê agarrar e agitar.

Com ajuda, poderá mudar de
posição e sentar-se sozinho por
alguns instantes.

Estimule o bebê a mudar de
posição. Coloque ao seu lado um
brinquedo e o incentive a pegá-lo.

Pode rir, balbuciar e expressar
entusiasmo com brinquedos
e objetos.

 

DOS 6 AOS 9 MESES
ATIVIDADES FIQUE ATENTO

 

Convide o bebê a bater um objeto
no outro. Utilize brinquedos de
madeira, plástico, borracha ou
papelão.

Seu bebê já se arrasta ou
engatinha.

Ensine brincadeiras e gestos,
como bater palmas ou acenar.

Também se movimenta, fica
sentado e em pé segurando-se
na grade do berço e nos móveis.

Repita sons que o bebê fizer e
espere que ele responda.

Já pode dar passos com ajuda.

Quando responder, sorria para que
ele também faça o mesmo.

Ele atende quando é chamado
pelo nome.

Chame a criança e as pessoas
pelo nome para que ela possa
aprender.

Compreende “não” e “tchau”.

Assim como a conversa, também
é importante cantar e ouvir
música.

Imita sons simples: “au au”, “dá”,
“miau”.

Comece a ler contos para ela

 

DOS 9 AOS 12 MESES
ATIVIDADES FIQUE ATENTO

Retribua os sorrisos da criança.
Atenda quando ela chamar, para
que se sinta segura e feliz.

Quando ela pedir algo, apontando
com o dedo, pronuncie o nome do
objeto.

Nessa fase, a criança já consegue
pegar, atirar, colocar e retirar
objetos de caixas ou potes.

Dê ordens simples, como “me
dê a mão”, “venha aqui”, “traga
o brinquedo”, e faça perguntas,
como “onde está o papai?”,
“onde está o cachorro?”.

Crie um “Cesto do tesouro”, lugar
com objetos domésticos, de uso
cotidiano, utilizados para ampliar
as experiências sensoriais.

Pode cumprir ordens simples,
como “venha aqui”, “pegue o
brinquedo”, “me dê” e “tchau”,
quando acompanhadas de gestos.

Quando você repetir os sons
que ela produz, comece a
combinar com palavras, como
“mamãe”, “papai”, “vovó”.

A criança pode expressar alegria
e tristeza e reconhecer emoções
de outras pessoas.

Cante músicas com diferentes
ritmos, incentivando a criança
a dançar.

Aponta, quando perguntada, onde
estão as pessoas ou os objetos.

Reconhece a si mesma no espelho.

 

 

 

1 A 2 ANOS
ATIVIDADES

 

FIQUE ATENTO

Procure falar da forma mais clara
e correta possível. Se a criança
pedir algo por gestos, faça com
que diga o que quer.

Peça que mostre onde está seu
nariz, boca ou outra parte do
corpo.

Algumas crianças com um ano já
caminham.

Encha um recipiente de plástico
com colheres, rolhas, bolinhas,
pregadores de roupa ou outros
objetos pequenos e deixe a criança
brincar de tirar e colocar.

Mostre à criança livros, fotos,
revistas e fale sobre personagens,
objetos ou animais que aparecem
nas imagens.

Também podem utilizar a colher
e o copinho, comendo e bebendo
sozinhas.

Dê a ela pequenas tarefas, como
buscar o sapato ou pegar a bola
e atirá-la.

Querem conhecer e pegar tudo
que as rodeia e está ao seu
alcance.

Oriente-a a recolher seus
brinquedos quando terminar
a brincadeira.

Já associam formas, cores e
tamanhos dos objetos.

Pergunte à criança qual é o
seu nome. Mesmo que ela não
responda no começo, pouco
a pouco o fará.

Gostam de arrastar as coisas,
chutar e atirar a bola.

Ajudam na troca das roupas,
fraldas e até no banho.

Imitam os adultos em atividades,
como dar de comer a uma boneca,
pentear o cabelo.

Utilizam, pelo menos, duas
palavras para expressar uma ideia.

 

2 A 3 ANOS
ATIVIDADES FIQUE ATENTO
Deixe-a brincar bastante.

Dê vida à história que estiver
contando. A criança tem facilidade
de imaginar. Seja o cabo de
vassoura que vira um cavalo, seja
a fralda que vira a capa do superherói.

A criança já corre com segurança
e pula com os dois pés juntos e/ou
fica num pé só.

Brinque junto sempre que possível.

Brinque de construir cabanas
e túneis com cobertores, contar
histórias, brincar de faz de conta e
de esconder.

Seus movimentos, principalmente
os das mãos, estão se
aperfeiçoando.

Deixe-a brincar com outras crianças. Quer fazer o que os adultos fazem.

Aprender a se relacionar e dividir os
brinquedos é importante.

Gosta de fazer as coisas sozinha.

Criança gosta de correr, saltar, jogar
bola. Crie novas possibilidades
levando-a ao parque, ao campo ou
até mesmo em casa.

É inquieta e curiosa.

Ofereça papel e giz de cera com
espessura grossa para que
ela rabisque.

O vocabulário aumenta e já se
expressa por frases com quatro ou
mais palavras.

Coloque em uma caixa brinquedos
ou objetos e pergunte a ela “O que
é?”, “Como é?”, “Para que serve?”.

Compreende o significado das
diferentes palavras e interessa-se
por pequenas histórias que você
conta.

Relaciona-se bem com um maior
número de pessoas e começa a
gostar da companhia de outras
crianças.